TERMALISMO EM ÁGUAS DE LINDÓIA, SP - BRASIL



Geol. Dr. Fabio Tadeu Lazzerini (pres. ALATh, vice-pres. OMTh, dir. SBT)
 12/12/2014


PARECER À COMUNIDADE – TRABALHO EM TERMALISMO.




Na primeira etapa deste trabalho de consultoria em geodiversidade e termalismo na Estância Hidromineral de Águas de Lindoia, sob o patrocínio da BIOLEVE, podemos após 4 meses dar contornos iniciais ao Projeto ÁGUAS QUENTES E AZUIS da reconhecida como única nascente termal (“hot spring”) do Estado de São Paulo.

Prontamente ficam identificados como seus mais notórios recursos naturais terapêuticos em potencial: clima e ambiente de estância hidroclimática turística, generosidade das vazões das nascentes ainda preservadas (em especial das que abastecem o balneário municipal e de dezenas de industrias engarrafadoras de águas minerais), temperaturas destas águas superiores às médias climáticas anuais da região, presença de gases emanados nas fontes ou dissolvidos nas águas como principalmente o oxigênio (dentre os maiores do Brasil) e dos radioativos radônio e torônio, além de alguns oligominerais (ou elementos inorgânicos traços), como o silício, cromo, bário e zinco.
Desta maneira, já estão sugeridos e em fase de orçamento todas as análises laboratoriais e equipamentos de medição “in loco” destas propriedades naturais para aprofundar conhecimentos, pesquisas científicas, ensaios clínicos e monitoramento popular de suas qualidades e preservação futura. Sendo para tanto, convidados todos desta comunidade e de instituições correlatas a dar continuidade ao apoio deste projeto.
Também, estão sendo executadas as adaptações e modificações necessárias para o atendimento dos parâmetros legais e burocráticos federais para a lavra correta destas fontes hidrominerais e seus usos econômicos, turísticos, sociais, ambientais e especialmente medicinais em termalismo social/crenoterapia. Sendo tal sustentabilidade também almejada junto ao atual plano diretor municipal e às exigências para uma estância hidromineral Paulista.

Podem ser considerados exitosos os trabalhos de divulgação de Águas de Lindóia junto à comunidade do termalismo e turismo saúde internacional, através de stand, publicação de artigo científico e obtenção inédita para o país do prêmio de degustação como melhor água engarrafada dentre concorrentes internacionais para a BIOLEVE no evento TERMATALIA 2014 na Argentina (www.termatalia.com). Onde lançamos nossa candidatura para sua realização em 2018 aqui no Brasil e em Águas de Lindóia.


  

A seguir, estão sendo aprimoradas as elaborações das propostas de reequipagem tecnológica do espaço de SPA para o balneário municipal, incluindo da instalação de uma pista interna para hidrocaminhadas (“aquambulatium” ou terapia Kneipp) e reavaliação do emanatório dentro da mais autêntica filosofia Japonesa Onsen e de modernos achados arqueológicos em termas Romanas; bem como da delimitação do primeiro parque termal urbano do Brasil que abrange inclusa a atual área do bosque à jusante do balneário.
Por fim, informamos que entre os anos de 2018 e 2020, Águas de Lindóia está confirmada como futura sede da Asociación Latioamericana de Termalismo (www.alath.com), que hoje é na cidade de Santa Fé – Argentina.


 www.alath.com



www.omth.com 

Geol. Dr. Fabio Lazzerini
Diretor científico da Sociedade Brasileira de Termalismo (SBTermalismo.org.br).
Presidente da Organização Latino Americana de Termalismo (ALATh.com).
Vice-presidente da Organização Mundial de Termalismo (OMTh.com).
Comenda #1001 de Caballero da Orden del Camiño de Santiago Compostela–Espanha.
Face: TermalismoBrasil




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Estâncias Hidrominerais do Brasil

Palestra sobre Metenergia, Ciência e Pseudociência no dia 9 de junho

III CONGRESSO IBEROAMERICANO DE PELOIDES Ponta Delgada, Ilha de S. Miguel, Açores, Portugal